Alguma vez você já experimentou a sensação de estar tão imerso em uma atividade que perdeu a noção do tempo?

Existem momentos em que estamos tão concentrados em alguma tarefa que parece que todas as outras coisas vão para o segundo plano, e quando a gente percebe, já se passaram horas.

Se você já vivenciou isso sabe do que estou falando, e provavelmente você já vivenciou o estado de flow.

O que talvez você não saiba é que existe uma ciência por trás deste estado e que podemos manipulá-la de modo a vivenciar mais este tipo de momento.

Neste post, vamos explicar o que faz nossa mente atingir este tipo de estado e o que devemos fazer para atingí-lo mais frequentemente.

O estado de flow

O termo estado de flow, foi criado pelo pscicólogo Mihaly Csikszentmihalyi, um dos psicólogos mais prestigiados do mundo no ramo da psicologia positiva.

Segundo Mihaly, uma pessoa experimenta este estado quando se encontra totalmente absorta em uma atividade de seu próprio prazer, onde o tempo voa, e tudo vai acontecendo de maneira fluida, ação seguida de ação, sem sequer precisar parar para planejá-las.

Quando vivenciamos este estado, nossa atenção é totalmente direcionada a tarefa que estamos executando e parece que nada mais no mundo importa. Nossos níveis de concentração e foco se elevam de maneira surpreendente.

Neste estado também sentimos uma grande sensação satisfação, já que a experiência é, por si só, prazerosa.

Por fim, vale dizer que este estado é muito mais do que uma mera diversão, já que, nesse momento, não nos importamos com as adversidades ou qualquer problema que venha a acontecer.

Nossas habilidades se elevam ao extremo.

Conseguimos dar o nosso máximo. O que no final das contas, é o que todo estudante deseja conseguir na hora de fazer uma prova.

Como, quando e por quê este estado acontece?

O estado de flow acontece quando tanto nosso nível de habilidade para a resolução da tarefa quanto o grau de desafio exigido são altos.

Para entender melhor, veja o gráfico abaixo que cruza estas duas variáveis e ilustra o que vivenciamos em cada um dos estados:

Gráfico do Estado de Flow

  • Habilidade baixa + desafio baixo: Sentimos apatia pela tarefa, não sentimos interesse em executá-la.
  • Habilidade baixa + desafio médio: Sentimos uma certa preocupação, pois existe uma dúvida se seremos capazes de executar com sucesso.
  • Habilidade baixa + desafio alto: Sentimos muita ansiedade, pois muitas vezes, devido a nossa baixa habilidade, não sabemos nem por onde começar.
  • Habilidade média + desafio baixo: Sentimos tédio. Sabemos como fazer, porém a tarefa não traz nenhum desafio que motive sua execução.
  • Habilidade média + desafio alto: Sentimos vontade de executar a tarefa, porém nossa habilidade não nos permite que executemos a tarefa de maneira ótima, fazendo com que levemos mais tempo que o necessário em sua execução.
  • Habilidade alta + desafio baixo: Como sabemos que será fácil, acabamos relaxando. Tarefas deste tipo normalmente são deixadas para última hora.
  • Habilidade alta + desafio médio: Nos sentimos no controle, porém a tarefa não é desafiadora suficiente para nos motivar a executá-la agora.
  • Habilidade alta + desafio alto: Aqui acontece o estado de flow. Você tem as habilidades necessárias para executar a tarefa e o nível de desafio exigido é alto o suficiente para te motivar a executá-la agora.

Um ponto importante é não confundir habilidade alta com ser um expert na tarefa a ser realizada. Para atingir o estado de flow basta que sua habilidade seja compatível com o nível de desafio exigido pela tarefa.

Para ficar 100% claro, pense no seguinte exemplo: Você tem que disputar uma partida de vídeo game com um amigo.

Se seu amigo joga muito pior que você, seu nível de desafio será baixo, e você nem vai querer prestar muita atenção enquanto joga.

Já se seu amigo joga muito melhor que você, até existe o desafio, porém você não entra em flow pois sabe que não tem chances de ganhar.

Agora se o nível de habilidade de seu amigo for bem parecido com o seu, eu tenho certeza de que você não vai nem piscar enquanto joga.

Devido ao fato do nível de desafio ser compatível com seu nível de habilidade, você é forçado a dar o seu máximo e a direcionar toda sua atenção ao momento, fazendo com que você vivencie o estado de flow.

O que devo fazer para atingir o estado de flow?

Abaixo listamos três hacks que você pode utilizar a partir de hoje para atingir mais facilmente o estado de flow:

  • Gamificação: Transforme suas tarefas em pequenos games. Por exemplo, se você precisa estudar cinco capítulos para uma prova, por quê não passar a ver estes capítulos como sendo fases de um jogo? Por que não criar um sistema de pontos onde você deve tentar aumentar o número de pontos conquistados no dia?
  • Aumente o nível de desafio: Muitas vezes deixamos uma tarefa para depois justamente porque o nível de desafio exigido é baixo. Que tal forçar um pouco a barra? Tente botar, por exemplo, um prazo máximo de tempo que você deve gastar para fazer determinada coisa. O tempo é uma ótima variável para ser usada quando se deseja equilibrar o nível de desafio com o nível de habilidade.
  • Agrupamento de tarefas: As vezes temos diversas coisinhas para fazer que não necessariamente são desafiadoras. Experimente agrupar estas coisinhas em um pacote e colocar um prazo de tempo para concluir todas as tarefas desses pacote de uma só vez. Aqui cabe também um gamification, você pode fazer uma barra de progresso como na imagem abaixo para acompanhar seu progresso durante a execução.

Barra de Progresso Gamification

Bom é isto…

Espero que este conteúdo tenha feito sentido para você e que você tenha entrado em flow enquanto lia ☺

Caso você tenha gostado, compartilhe este post com seus amigos usando os botões abaixo.

Forte Abraço!