Gabriel era um aluno médio. Sempre passava nas disciplinas mas sempre com notas bem apertadas. Precisava de exames finais em praticamente todas as matérias.

A vida ia seguindo e foi chegando a época de prestar vestibular. Gabriel não tinha a mínima esperança de conseguir uma boa faculdade, pois sabia que não tinha chances de competir com os nerds de sua sala.

Quando entrou no 3º colegial, o desespero foi ficando ainda maior. Foi aí que aconteceu algo que mudou completamente a sua vida.

Gabriel conheceu o conceito de biohacking.

Após muita pesquisa, Gabriel começou a consumir algumas Smart Drugs (drogas da inteligência). Seu foco, memória, raciocínio e QI aumentaram de maneira absurda.

Agora ele é capaz de fazer coisas incríveis, como resolver problemas matemáticos complicados, memorizar uma quantidade impressionante de informação e ler muito rapidamente.

Logo após alguns meses estudando e aplicando técnicas de biohacking, Gabriel passou a ser o melhor aluno de sua turma.

Simplesmente impressionante para quem nunca havia conseguido tirar uma nota acima de 7.

-

O caso de Gabriel parece uma história de ficção, porém isso pode ser mais real do que você imagina.

Nesse artigo vamos te mostrar os projetos de biohacking existentes e que já são REALIDADE.

Você vai aprender como você pode usar destes conceitos para ultrapassar os limites naturais de seu corpo e se tornar uma versão turbinada de você mesmo.

O Que é Biohacking?

Biohacking é o ato de usar de recursos tecnológicos ou medicinais para hackear a sua própria biologia e se tornar uma versão melhor de si mesmo.

Muitas vezes transcendendo os próprios limites da natureza humana.

Esse tipo de prática já existe há muito tempo. Porém foi só agora que isso se tornou popular e começou a ser realmente aplicado fora do meio acadêmico.

O biohacking vai de coisas simples, como hackear a sua própria alimentação para ter mais energia durante o dia, até coisas mais extremas, como implantar chips em seu próprio corpo.

De qualquer maneira, o objetivo é sempre o mesmo: buscar alguma forma de hackear a própria biologia para ampliar a capacidade natural de seu corpo e fazer com que você se torne um ser humano superior.

Biohackers Famosos

Com a popularização do biohacking, diversos entusiastas surgiram e se destacaram no que se diz respeito à pesquisas e testes relacionados a essa área.

Citamos aqui alguns dos principais nomes da atualidade.

Dave Asprey

Dave Asprey

Fundador da Bulletproof e autor do livro The Bulletproof Diet, Dave é um investidor e empresário do setor de tecnologia que já investiu mais de 1 milhão de dólares para hackear a sua própria biologia.

Ele é considerado por muitos o maior biohacker do mundo.

Foi ele quem inventou o Bullet Proof Coffee, um café feito com manteiga ghee e o óleo de coco brain octane que promete potencializar muito a sua energia matinal.

Graças ao biohacking, Dave perdeu mais de 45 quilos, elevou seu QI em 20 pontos, baixou sua idade biológica e aprendeu a dormir de forma mais eficiente, precisando de menos tempo de sono por noite.

Por ser um investidor e empresário, pode incomodar a abordagem marketeira adotada por Dave. Contudo, não tem como não admitir que seus produtos são de altíssima qualidade.

Neil Harbisson

Neil Harbisson

Neil Harbisson nasceu com acromatopsia, uma síndrome médica que o deixava totalmente incapaz de distinguir cores.

Em outras palavras, desde que nasceu ele vê o mundo em preto e branco.

Inconformado com sua situação, e com a ajuda de médicos, Neil desenvolveu e implantou em seu crânio um aparelho que permite que ele ouça um som diferente para cada tipo de cor detectado pela câmera contida em sua parte frontal.

Segundo um relato do próprio Neil, após algum tempo usando o aparelho, as cores em formato de som passaram a fazer parte inclusive de seus sonhos.

Podemos considerar Neil um verdadeiro ciborgue.

Gabriel Licina

Gabriel Licina

Gabriel Licina é um biohacker que, com a ajuda de cientistas e cirurgiões, injetou em seus próprios olhos uma solução baseada na substância Ce6.

Por conter substâncias fotossensíveis, a solução simplesmente deu a Gabriel capacidade de enxergar no escuro.

Vinte minutos após o procedimento, os efeitos começaram a aparecer e então alguns testes começaram a ser feitos.

Em uma sala escura, Gabriel e outras cobaias (que não haviam injetado a substância) foram desafiados a reconhecer objetos a alguns metros de distância.

O grupo de pessoas com “olhos normais” reconheceu corretamente apenas um terço dos objetos, enquanto Gabriel reconheceu corretamente todos.

A visão de Gabriel voltou ao normal cerca de 20 dias após o experimento.

Amal Graafstra

Amal Graafstra

Amal é amplamente reconhecido por ter implantado diversos chips em seu próprio corpo, praticando o que se chama de bodyhack.

Ele implantou, por exemplo, um pequeno chip em sua mão esquerda com o objetivo de abrir a porta de sua casa sem precisar de chaves.

O legal é que Amal cria campanhas na internet e as pessoas financiam suas loucuras.

Ele também começou a vender, por 40 dólares, um kit que promete transformar qualquer pessoa em um ciborgue.

Lepht Anonym

Lepht Anonym

Lepht Anonym é uma biohacker focada em transcender as suas capacidades humanas implantando ímãs e outros dispositivos em seu próprio corpo.

Ela afirma que já é capaz de sentir os campos eletromagnéticos de pequenos aparelhos e que, muito em breve, será capaz de sentir os pólos magnéticos da terra.

Dizem que ela faz tudo na cozinha de sua casa, sozinha e anestesiada por doses de vodka.

Biohackers no Brasil

O cenário brasileiro do biohacking ainda está engatinhando. Porém alguns nomes e grupos já começaram a se destacar.

Em 2013 um grupo de estudantes da USP, conseguiu uma vaga no iGEM, um evento sobre biologia sintética realizado por Harvard.

Um outro grupo de estudantes da UFRJ, em 2015, representou o Brasil no evento Hack The Brain, que é um evento de biohacking que aconteceu na Holanda.

O ex jogador de poker Gabriel Goffi também se declara adepto ao biohacking.

Smart Drugs: As Drogas da Inteligência

Lembra do Gabriel ali do início do artigo que começou a usar Smart Drugs e aumentou muito sua capacidade cognitiva?

Pois é, isto é mais real do que você imagina.

As Smart Drugs (também conhecidas como nootropics) vem se popularizando muito nos últimos tempos.

Só nos Estados Unidos, mais de 60 mil pessoas assinam um serviço chamado Nootrobox, que entrega mensalmente uma caixa repleta dessas substâncias.

A primeira Smart Drug que apareceu no mercado foi o Piracetam, uma droga que aumentaria a sua capacidade intelectual sem causar efeitos colaterais.

Logo surgiram diversas evoluções do Piracetam, como por exemplo o Aniracetam, Oxiracetam e o Pramiracetan e também outros Nootropics de outras famílias, como por exemplo, Noopept, L-Theanine e Alpha GPC.

Porém ainda existe muita controvérsia sobre o assunto, pois alguns nootropics ainda não foram completamente testados e não se tem muita certeza sobre seus possíveis efeitos colaterais.

Portanto antes de consumir esse tipo de substância, sempre é bom verificar mais a fundo as pesquisas científicas e relatos de uso existentes.

É normal ver discussões éticas também sobre esse assunto, visto que algumas pessoas alegam que o uso de nootropics deveria ser considerado uma espécie de doping, que daria uma vantagem injusta a um vestibulando por exemplo.

Algumas previsões mais agressivas dizem até que nos próximos anos vai ser necessário fazer exames anti-doping ao sair do vestibular.

Onde comprar smart drugs?

No Brasil ainda é bem difícil encontrar lojas especializadas na venda de Smart Drugs, logo a solução é importar.

Nós, aqui do Super Estudante recomendamos a loja Absorb Your Health:

Absorb Your Health

Além de bons preços, eles entregam super rápido (normalmente chega em 15 dias).

Outro ponto positivo, é que nas vezes que compramos eles colocaram um preço inferior na nota para não ter risco do pacote ser taxado.

Então, se tiver afim de dar uma conferida na lista de smart drugs para aumento cognitivo da Absorb Your Health basta clicar aqui.

O legal é que eles colocam no próprio site uma explicação do intúito de cada produto e também pesquisas científicas relacionadas.

Dieta Biohacker

A dieta é um dos principais fatores explorados pelos biohackers, e é com certeza o ponto pelo qual você deve começar caso queira iniciar sua jornada neste mundo.

Hoje em dia, alimentos industrializados são consumidos em escala gigantesca.

O problema é que esses alimentos, são repletos substâncias químicas, que além de prejudicar muito a nossa saúde, também prejudicam consideravelmente a nossa performance no dia dia.

Não bastasse isso, os alimentos industrializados normalmente possuem uma alta concentração de açúcar, que é a substância que os biohackers mais tentam evitar.

Em geral, os biohackers procuram consumir alimentos naturais e substituir carboidratos por gorduras de boa qualidade, seguindo muitas vezes a dieta paleolítica.

Outra prática muito comum dos biohackers é o jejum intermitente, que consiste em propositalmente ficar sem comer por algum período de tempo, como por exemplo, um dia (24 horas) por semana.

Brad Pilon, em seu livro Eat Stop Eat, mostra o resultado de diversas pesquisas científicas que comprovam os inúmeros benefícios que o jejum intermitente pode nos trazer.

Eat Stop Eat

E não são somente os biohackers ou entusiastas que defendem o jejum intermitente, o ganhador do prêmio nobel em medicina de 2016, Yoshinori Ohsumi, da Universidade de Tóquio, também defende o tema.

Não vamos nos aprofundar mais sobre alimentação porque seria inviável discutir tudo por aqui, contudo gostaríamos de deixar um guia em PDF sobre alimentação feito pelo próprio Dave Asprey para você conferir.

Clique na imagem abaixo para baixar:

Bulletproof Roadmap

Outros PDFs do próprio Dave sobre o assunto podem ser encontrados aqui.

Hackeando Seu Sono

Os biohackers também são fissurados em hackear o seu próprio sono.

A idéia é sempre a mesma: dormir com qualidade máxima, pelo menor tempo possível, de modo a maximizar a quantidade de energia disponível no dia seguinte.

Para isso eles usam diversos gadgets, não somente para otimizar mas também para medir a qualidade do sono.

Existem algumas pulseiras capazes de medir a qualidade de nossos ciclos de sono, como é o caso da Xiaomi Mi Band.

Alguns apps também são capazes de computar essas medições, porém, eles são evitados devido à alta quantidade de ondas eletromagnéticas emitidas pelos celulares.

Outro gadget bastante usado pelos biohackers são os óculos laranja, como os da imagem abaixo:

Oculos Laranja

Este óculos é usado durante a noite, pois ele consegue filtrar a luz azul emitida pelas lâmpadas artificiais.

Essa luz azul inibe a produção do hormônio melatonina, que é um dos principais reguladores de nosso sono.

Diversos outros fatores como temperatura, alimentação e horários também são testados pelos biohackers de modo a melhorar a qualidade do sono.

-

Se você está achando interessante até agora, te afirmo que você ainda não viu nada.

Nos próximos parágrafos vou te apresentar uma visão um pouco mais futurista, e talvez você fique de cabelos em pé com o que vai ler.

Genética: Hackeando o DNA

Indo um pouco mais pro lado da medicina, não poderíamos deixar de falar da CRISPR.

A CRISPR é uma ferramenta relativamente nova de edição de DNA que permite que cientistas modifiquem genomas com muita precisão, eficiência e flexibilidade.

Para você ter idéia do impacto que isso pode causar, nos últimos anos os cientistas conseguiram criar macacos com mutações programadas e também conseguiram evitar a infecção causada pelo HIV em células humanas.

Em 2015, começaram a surgir relatos de testes em embriões humanos, o que mostra que logo mais estaremos vendo resultados concretos desta técnica.

Em suma, isso pode nos levar, por exemplo, a era dos bebês de laboratório, onde os bebês serão programados de modo a terem uma maior longevidade ou serem imunes a determinadas doenças.

Deixo aqui um vídeo que explica com maior propriedade alguns detalhes sobre o tema:

Corpo: Transcendendo Nossos Limites Físicos

Vamos falar um pouco mais agora sobre bodyhack, que vai muito além de implantar chips ou dispositivos em seu corpo.

Coisas simplesmente malucas estão acontecendo no mundo e podem mudar completamente a maneira com que tratamos nossos corpos.

Dentre diversas coisas bizarras, podemos citar aqui exoesqueletos ampliando o poder físico do corpo humano, impressoras 3D imprimindo órgãos e acredite, transplantes de cabeça.

Exoesqueletos

Exoesqueletos

Apesar de toda polêmica envolvendo o caso, vimos na copa do mundo de 2014 um jovem com paraplegia total dos membros inferiores conseguir caminhar e chutar uma bola usando somente a força do pensamento, por intermédio de um exoesqueleto.

Porém isso é só o começo. Hoje existem diversas empresas especializadas no assunto, como por exemplo a Phoenix.

E muito dinheiro rola nesse meio, pois, como muitas outras tecnologias, os exoesqueletos podem ter muita utilidade em áreas interessantes para o governo, como por exemplo, em guerras.

Portanto, é bem razoável esperar uma popularização dessa tecnologia nos próximos anos.

Provavelmente vai ser bem comum encontrar pelas ruas nos próximos anos, pessoas exibindo seus poderosos exoesqueletos.

Impressoras 3D imprimindo órgãos

Impressora 3D

Não é segredo nenhum que as impressoras 3D estão ficando cada vez mais baratas e acessíveis.

E como a popularização traz o avanço da tecnologia, logo já era esperado que a medicina também iria se beneficiar disso.

Em 2014, um jovem chamado John Felton teve o rosto reconstruído usando elementos feitos por uma impressora 3D e desde então a tecnologia tem evoluído cada vez mais.

Atualmente, cientistas tentam construir órgãos como coração, rins e fígado.

Possivelmente, vamos vivenciar nos próximos anos uma nova era na medicina, onde não será mais necessário aguardar um doador para realizar um transplante.

Transplante de Cabeça

Transplante de Cabeca

Para fechar esse artigo (porque está começando a ficar assustador) vamos falar sobre uma outra possibilidade da medicina que pode revolucionar as nossas vidas:

O transplante de cabeça

Ou seria de corpo?

O cirurgião italiano Sergio Canavero, que coordena o Grupo de Neuromodulação Avançada de Turim, prometeu que vai fazer o primeiro transplante de cabeça humana da história ainda neste ano de 2017.

É isso mesmo, ele quer cortar a cabeça de uma alguém vivo e instalá-la no corpo de alguém morto.

Ele chegou a publicar uma série de artigos afirmando que tem obtido bons resultados em seus experimentos com ratos, macacos e cachorros.

Porém, como já era esperado, a grande maioria dos médicos do mundo são totalmente contra a idéia de Canavero. Dizendo que tudo não passa de uma loucura inventada pelo médico.

Apesar de todas as críticas envolvendo o assunto, surgiu um voluntário para a experiência.

O russo Valery Spiridonov, de 30 anos, que sofre de atrofia muscular espinhal, doença degenerativa progressiva e sem cura, se voluntariou para participar.

Com a técnica e o voluntário em mãos, resta apenas um país que aceite hospedar a experiência maluca do médico, os países mais prováveis até o momento são China e Vietnã.

Só esperando mesmo para ver se o que o Dr. Frankenstein promete é mesmo possível.

-

Esse foi nosso artigo sobre biohacking.

Acredito que você pôde abrir sua mente para diversas possibilidades que estão por aí e que podem transformar completamente a maneira com que você vive.

Algumas coisas, como hacks de alimentação, sono, implantes ou até mesmo o uso de smart drugs já são totalmente possíveis, reais e acessíveis.

Contudo, ainda existe uma ampla gama de possibilidades que estão surgindo e que podem fazer com que o ser humano ultrapasse todos os seus limites físicos e mentais atuais.

Só o futuro mesmo para nos dizer o que vai ou não dar certo.

Referências

Biohacking: Definition
About Dave Asprey
TED Talks - Neil Harbisson: I Listen to Color
A Review On Night Enhancement Eyedrops Using Chlorin E6
Amal Graafstra - Technologist, Author & Double RFID Implantee
Sapiens Anonym
Brasil pela 1ª vez a competição em Harvard
Brasil em evento sobre biohacking na Holanda
Sistema educacional falho, biohacking e mão mais cara de las vegas
The Bulletproof Diet Roadmap
AbsorbYourHealth: Live Naturally
Light, Sleep, and Circadian Rhythms: Together Again
Multiplex Genome Engineering Using CRISPR/Cas Systems
Robotic Exoskeletons Are Here, And They’re Changing Lives
Organ Printing
Meet Sergio Canavero
TED GLobal 2012: Biohacking - You can do it, too


Todo o conteúdo apresentado tem caráter informativo. Não nos responsabilizamos por suas atitudes, antes de testar qualquer coisa procure um especialista.