E ai, tudo certo?

Hoje quero falar da relação entre três coisas: hábitos, atletas e disciplina nos estudos.

Quero que você entenda como os atletas usam e abusam do poder do hábito e como você também pode usar deste poder para ter muito mais disciplina em seus estudos, se esforçando muito menos do que você imagina.

Hábitos

Quero que você lembre da primeira vez que você tentou andar de bicicleta.

Tenho certeza de que foi bem difícil se equilibrar e no máximo você só conseguiu andar em linha reta.

Se precisasse fazer uma curva você se desequilibrava todo e colocava o pé no chão, algumas vezes chegando até a cair de tão complexo que era aquela atividade para o seu cérebro naquele momento.

Porém, com o passar do tempo você foi treinando até que chegou num ponto em que você nem precisava mais pensar para conseguir andar de bicicleta.

Você simplesmente sobe, da um pequeno impulso e facilmente a bicicleta se move.

Quando existe alguma curva, o seu corpo se inclina automaticamente para o lado e a bicicleta simplesmente vira, fazendo perfeitamente a curva.

Você já parou pra pensar no que faz com que uma tarefa que antes era tão complexa se torne tão simples com o passar do tempo?

A reposta é simples: A criação de hábitos.

Hábitos são um conjunto de instruções inseridas em nossos cérebros que são executadas inconscientemente quando algum gatilho é disparado.

Segundo Charles Duhigg, em seu livro O Poder do Hábito:

O poder do hábito

Nossos hábitos são formados pelo seguinte ciclo:

O Loop do Hábito

Precisamos de um gatilho para dispararmos as instruções contidas em nossos hábitos.

No caso da bicicleta por exemplo, um gatilho pode ser uma curva que está a sua frente ou então um buraco no meio da rua.

Quando nossos olhos captam esses estímulos, uma mensagem é enviada ao nosso cérebro que deve tomar uma decisão a respeito.

Se nunca passamos por uma situação semelhante antes, nosso cérebro precisa se esforçar e tentar achar a solução mais viável possível para a situação.

Porém, se já vivenciamenos uma situação semelhante diversas vezes no passado, nosso cérebro já aprendeu o que ele deve fazer naquele caso.

Então ele somente executa as instruções que estão programadas para aquele tipo de situação. A esse conjunto de instruções damos o nome de rotina.

Quando uma rotina executada traz os resultados esperados, temos então uma recompensa. No caso da bicicleta a recompensa é simplesmente desviar do obstáculo sem se desequilibrar.

E o maior segredo de todos é:

Quanto mais vezes o loop é executado, mais ele se insere em nossa mente e menos precisamos pensar para que as instruções sejam executadas.

Quanto mais andarmos de bicicleta, mais fácil será andar novamente.

Segundo Charles Duhigg, 40% de TODAS as decisões que tomamos são na verdade hábitos.

Ou seja, 40% das coisas que você faz são instruções inconscientes executadas pelo seu cérebro em resposta a gatilhos que vão sendo disparados ao decorrer do dia.

Mas qual a relação disso com os atletas?

Você com certeza já ouviu falar de Michael Phelps, simplesmente o maior nadador de todos os tempos.

Phelps acorda todos os dias no mesmo horário, treina nos mesmos horários, come as mesmas coisas nos mesmos horários e dorme no mesmo horário. Fora diversas outras coisas que também seguem um roteiro muito bem definido e memorizado.

O motivo porque ele faz isto: Ele sabe como os hábitos funcionam.

Seguindo todos os dias a mesma rotina, Phelps não precisa pensar no que ele tem que fazer. Ele simplesmente faz, porque já está tudo programado.

Ao ter tudo programado, ele deixa de gastar tempo e energia com essas tarefas triviais e se dedica somente ao que importa:

Melhorar seu desempenho nas piscinas.

Imagina se todo dia Phelps precisasse decidir o que vai comer, que horas vai treinar, o que vai treinar, que horas vai acordar.

Essas decisões do dia dia iriam consumir todo seu tempo e energia e ele jamais chegaria onde chegou.

Segundo Roy F. Baumeister, em seu Livro Willpower:

Willpower

Nosso poder de decisão diário é limitado. Quando gastamos nossas energias decidindo coisas não importantes, limitamos nosso poder de decisão para coisas importantes.

Hábitos Nos Estudos

Provavelmente você está estudando para o vestibular ou para alguma prova. Por quê não usar nos estudos a mesma tática usada por Phelps nas piscinas?

Ao criar um hábito de estudo você simplesmente vai começar a executá-lo no modo automático.

Quanto mais você executar, mais profundamente as instruções serão gravadas em seu cérebro, e assim, menos você vai precisar pensar para executá-las.

E é muito fácil começar, você pode por exemplo criar um roteiro para seu hábito matinal de estudos, com todo o passo a passo que você deve executar, incluindo o gatilho e a recompensa.

Como exemplo, vou deixar o meu hábito matinal de estudos aqui para você se inspirar e fazer o seu:

1: O despertador toca as 05:30 [gatilho]
2: Vou ao banheiro
3: Tomo água
4: Corro 1,2 KM
5: Tomo banho
6: Tomo café da manhã (Bullet Proof Coffee)
7: Medito por 10 minutos
8: Leio um livro por duas horas

Ao finalizar com sucesso todas as etapas, eu me presenteio com um delicioso chocolate [recompensa].

Já estou a quase dois anos com esse hábito, e te digo que é impressionante o resultado.

No início eu tinha uma certa resistência com algumas das etapas, porém, com o passar do tempo, se tornou algo tão automático que eu simplesmente não penso mais.

Acordo e vou fazendo as coisas em ordem. E tudo vai fluindo, até que quando eu percebo já estou terminando a última etapa, que é de fato o estudo.

Então a dica é essa:

Se você tem dificuldades para ter disciplina nos estudos, crie hábitos. Crie um roteiro que você deve seguir incluindo o gatilho e a recompensa.

No início, seu cérebro pode demonstrar uma certa resistência. Porém, quanto mais você insistir e executar o loop mais fácil e inconsciente o hábito vai se tornar.

A medida que você for evoluindo e percebendo os efeitos positivos, você pode ir criando novos hábitos para as mais distintas coisas.

Eu já tenho hábitos para diversas coisas, como para me exercitar a tarde, para ir dormir, para ir para aulas, etc.

-

Por hoje é isso.

A medida que for criando seus hábitos, compartilhe aqui com a gente nos comentários. Será um prazer aprender com você!

Ah, quase esqueci de falar, separei um resumo em vídeo dos livros O Poder do Hábito e Willpower (Os Desafios à Força de Vontade). É só clicar nas imagens das capas dos livros acima.

Abraços!