Se você tem vontade de melhorar muito sua capacidade de memorização, pare tudo que está fazendo e leia este post. É sério.

Quero te apresentar hoje aos flashcards e aos SRSs. Em minha visão, o domínio do uso destas duas técnicas em conjunto é como se fosse um super poder!

Esqueça aquela história de fazer letra de música com as coisas que você quer memorizar ou de colar post-its no espelho do banheiro. O que vamos ensinar aqui é muito mais efetivo do que isso.

Quando eu disser flashcard, pense em um cartão que possui dois lados. De um lado fica uma pergunta e de outro fica a resposta. Basicamente é isso.

Já pra explicar o SRS (Spaced Repetition System), ou seja, sistema de repetição espaçada, é necessário entender o conceito de curva do esquecimento, ilustrada pelo gráfico abaixo:

Curva do Esquecimento

Basicamente, o que esse gráfico nos diz é que quanto mais tempo se passa a partir do momento que você aprendeu algo, mais chances você tem de esquecer aquilo.

A melhor maneira de evitar que o esquecimento aconteça é revisando ou treinando o que você aprendeu, sempre com intervalos de alguns dias entre uma revisão e outra.

Quanto mais você revisa, mais suave fica a inclinação dessa curva, ou seja, mais demora pra você esquecer. Até que chega num ponto que você nunca mais esquece!

E é aí que entra o SRS, que nada mais é do que um sistema que cuida de organizar pra você tudo o que você deve revisar de modo que você memorize de forma eficiente.

O SRS que vamos usar aqui se chama Anki. Vamos te mostrar todo o passo a passo desde sua instalação até o seu uso.

O legal é que essa metodologia de memorização é uma metodologia que exige muito pouco esforço. Na média, essa técnica não vai ocupar mais do que dez minutos de seu dia.

Pra não ficar com muito bla bla bla eu gravei alguns vídeos aqui que vão te mostrar na prática todo processo de configuração do Anki em seu computador.

Aconselho você a seguir o passo a passo descrito aqui junto comigo, pra entender bem como tudo funciona.

Parte 1: Criar uma conta no Anki Web


Passo 1.1: Acesse o site: https://ankiweb.net/

Passo 1.2: Clique no botão Sign Up

Passo 1.3: Preencha seus dados de email e senha e clique em Sign Up

Passo 1.4: Vá até a sua caixa de emails e clique no link de confirmação.


Parte 2: Instalar o Anki em seu computador


Passo 2.1: Acesse o site: https://ankisrs.net/

Passo 2.2: Clique no botão Download

Passo 2.3: Escolha o sistema operacionado desejado e clique novamente em Download

Passo 2.4: Instale o anki em seu computador.


Parte 3: Como usar o Anki


Passo 3.1: Troque o nome de usuário para o seu nome no Anki (Arquivo -> Trocar Perfil -> Renomear).

Passo 3.2: Faça Login na conta que você criou no Anki Web (Clique no botão sincronizar no Anki).

Passo 3.3: Renomeie o baralho padrão ou crie outro a seu gosto.

Passo 3.4: Adicione os Cards que você deseja estudar. Existem alguns baralhos (decks) prontos nesse link.

Passo 3.5: Clique em Estudar Agora para estudar (Fazer esse passo todos os dias!).


O importante para que essa metodologia funcione é que você tenha consistência. Crie um hábito mesmo de todo dia de manhã fazer o Anki. Se for preciso, coloque um despertador ou faça assim que acordar.

É importante também não esquecer de alimentar os seus baralhos do Anki. Sempre que descobrir uma coisa nova que quer memorizar, ao invés de anotar em um papel anote no Anki!

Parte 4: Diversas aplicações

Você pode usar o Anki para estudar qualquer tipo de coisa que possa ser formulada no estilo pergunta e resposta.

Um exemplo legal foi o uso do Anki para estudar a temida anatomia. Memorizar os formatos dos orgãos não é nada fácil e o Anki pode ser o seu melhor amigo nesse processo.

Estudar Inglês também é outra coisa que pode ser feita de maneira muito eficiente usando o Anki.

E no meu caso, que sou um cientista da computação, usei o Anki recentemente para estudar Sistemas Distribuídos. E aqui está o resultado:



Nota Jorge


Tirei a maior nota da sala na prova :D

Para um tutorial mais completo sobre o Anki, veja o tutorial criado pelo professor de inglês Mairo Vergara clicando aqui.

Abraços!